Como organizar os cálculos judiciais da minha empresa?

Normalmente, diversos escritórios atuam na gestão e produção de cálculos judiciais e isso acarreta em um problema comum que é a falta de organização das informações, afinal, cada escritório possui uma metodologia diferente. Logo surge a questão: afinal, como organizar os cálculos judiciais da minha empresa? Neste artigo, vamos ajudar você a solucionar este problema. Confira!

Como organizar os cálculos judiciais?

Como já citado anteriormente, é normal que os cálculos sejam terceirizados para diversos escritórios e como cada um possui os próprios métodos e prazos previamente estabelecidos, muitas vezes é complicado organizar todas essas informações.

Uma boa maneira de organizar os cálculos judiciais é centralizando as informações em uma plataforma. Atualmente, existem softwares criados especificamente para essa função e que estão sendo usados por empresas especializadas na produção de cálculos.

Além da tecnologia, também é fundamental contar com uma equipe de profissionais extremamente qualificados para organizar todas essas informações e repassar ao jurídico corporativo da sua empresa da maneira mais clara e rápida possível.

Quais os problemas de não centralizar os cálculos judiciais?

Sem uma plataforma que controle todos os dados jurídicos e uma equipe qualificada, fica extremamente difícil e muitas vezes inviável realizar comparações de desempenho e por consequência gerar relatórios estratégicos, monitorar a performance de cada escritório, averiguar os cálculos contratados, analisar o número de condenações por período, entre outras coisas.

Realizar uma análise mais aprofundada é praticamente impossível em alguns casos devido a enorme complexidade que os cálculos judiciais exigem de cada escritório. E a falta desse parâmetro para a análise, também pode afetar o processo. Diante desta situação de descontrole de dados, não é incomum acontecer conflitos de interesse por não haver informações suficientes. Uma ação, pode ir contra os interesses da empresa ou vice-versa.

Quais as vantagens de organizar os cálculos judiciais?

Por outro lado, com a centralização da gestão dos cálculos em uma plataforma com alta tecnologia e uma equipe qualificada, é possível ter controle de informações de todos os escritórios terceiros de qualquer lugar do Brasil. Desta maneira, fica fácil realizar comparações e por consequência gerar relatórios estratégicos, monitorar a performance de todos os escritórios, entregar os cálculos contratados, analisar o número de condenações por período e muito mais.

Tendo todas as informações disponíveis, não se faz necessário ligar em cada escritório para colher todas as informações necessárias, pois todas elas já estarão disponíveis na plataforma, que possui um cadastro para todos os escritórios. Excluindo esse serviço, os colaboradores economizam tempo e são mais eficientes na condução de todo o processo, podendo focar totalmente na análise dessas informações.

A agilidade e o cumprimento dos prazos no escritório é um importante diferencial, principalmente porque a Justiça Brasileira costuma ser morosa na resolução de casos. Embora os profissionais não possam interferir em certos assuntos e em algumas etapas do processo judicial, ele poderá fazer de tudo para resolver o problema do cliente no menor tempo possível. Também contribui o próprio conhecimento do advogado e as relações que ele mantém com outros profissionais do ramo, incluindo juízes e promotores.

Com todas as informações disponíveis para comparação e otimizando o tempo dos colaboradores, tomar decisões mais assertivas sobre como conduzir o processo, fica mais fácil, ampliando as chances de sucesso e trazendo ganhos significativos para o contratante.

Viu como é importante organizar os cálculos judiciais? A Compliance Perícia Contábil proporciona tudo isso. Quer saber mais? Entre em contato conosco!

Leia mais:

[eBook] Os indicadores que todo jurídico corporativo precisa acompanhar para gerar saving financeiro!

ebook